Atenção com as máquinas de cartão de crédito e débito para Fotógrafo!

Maquininha para Fotógrafo: Opção ou Necessidade?

Só pelo título você já percebe que há algo de errado pairando no ar que merece cuidados e recomendações caso optar por contratar.

Leia até o final para saber sobre alternativas e ideias que poderão alavancar seu negócio da fotografia sem depender das conhecidas maquininhas de cartão de crédito e débito.

O Porquê do Alerta sobre Maquininha para Fotógrafo?

No Brasil a disseminação de maquininha de cartão foi tão exagerada, tão “empurrada”, que ganhou o nome de Guerra das Maquininhas.

Nada contra as maquininhas e as empresas que as vendem.

Aliás, você e eu temos que concordar que a maquininha de cartão, tanto para débito, como crédito, é um equipamento essencial para pontos físicos, lojas, restaurantes, e, claro, também estúdios fotográficos.

O Alerta que quero passar, no entanto, é que para a grande maioria dos fotógrafos, assim como outros profissionais independentes, que não têm boa parte das suas vendas feitas presencialmente ou em um local fixo, hoje em dia não precisariam ter uma maquininha de cartão de crédito e débito para receber dos clientes.

O mundo mudou e você sabe muito bem do que eu estou falando!

Embora a fotografia seja uma ação presencial, a venda e recebimento são atividades da rotina do fotógrafo que podem perfeitamente ser feitas 100% online.

O Alerta se resume assim: nós devemos refletir sobre a necessidade de vender e receber presencialmente versus vender e receber pagamentos online.

As promoções de maquininhas não param de chegar, não é?

Mas o dia a dia mostra um outro contexto para você.

Você tem percebido o quanto é importante começar a vender e receber online usando canais de comunicação considerados mais modernos como Whatsapp, Facebook, Sites e Landing pages.

As alternativas à maquininha de cartão de crédito e débito acabam sendo a solução à necessidade de vender com links de pagamento na internet.

Pagamento-online

A Transformação Digital é ONLINE

Ninguém, e nenhum segmento, escapa da transformação digital

E daí vem o ponto central desse artigo: fotógrafos, priorizem o online daqui para frente.

Vender ou receber pagamentos online é um sinal de diferenciação também para os profissionais.

Quem já ouviu falar da revolução industrial 4.0?

A transformação digital está mudando a sociedade e também as maneiras de trabalhar, de vender e de receber.

Segundo o Anuário da Fotografia, a maioria dos fotógrafos profissionais são donos do próprio negócio. Portanto, os fotógrafos são profissionais independentes que trabalham normalmente sozinhos, embora às vezes são apoiados por outras pessoas.

Otimizar o tempo, usar ferramentas inteligentes e fazer cada vez mais atividades online são verdadeiras prioridades de todo fotógrafo porque essa combinação vai reduzir custos, agilizar tarefas e permitir fazer mais com menos – aliviando assim o volume de trabalho entre outros ganhos.

link-de-pagamento

Vender e Receber Pagamento Online – A Grande Tendência

Apesar de passar o cartão em uma maquininha ser ultra rápido e seguro, o mundo caminha a passos galopantes para a venda online, e não só a venda, inúmeras atividades do fluxo de trabalho como já dissemos.

O e-commerce foi uma das indústrias que mais se destacou em 2020. Todas as grandes lojas online bateram recordes de vendas!

E o grande destaque que queria dar é a venda online através de sites e landing pages por pequenos e médios negócios, o que inclui os profissionais independentes como fotógrafos.

Isso é um grande feito para comemorar pincipalmente sob a ótica da tecnologia. É um sinônimo da inclusão digital crescente.

No quesito pagamentos online, a revolução digital também foi muito grande nos últimos anos, um reflexo da flexibilidade do mercado financeiro que permitiu o desenvolvimento de contas digitais ou contas de meios de pagamento.

Sem esta flexibilização e modernização do sistema financeiro no Brasil, poderíamos ter barreiras importantes, para profissionais como fotógrafos, conseguirem transacionar vendas e pagamento na internet.

É preciso dar os créditos a um dos precursores de meios de pagamento online, o PagSeguro, que conseguiu fazer um trabalho de formiguinha para mostrar que vender online é confiável para profissionais autônomos.

A Plataforma Alboom, de olho nessa oportunidade, ou melhor dizendo, na necessidade de profissionais de venderem seus serviços online, lançou recentemente o Alboom Pay, uma ferramenta para realizar cobranças personalizadas online, com links de pagamento, que permite de forma muita intuitiva receber pagamentos online parcelados no cartão e ainda receber o saldo antecipado.

A Alboom desenvolveu seu sistema junto com a Pagar.me, empresa do grupo Stone focada em tecnologia de venda online.

Vender e Receber Pagamentos Online é a grande tendência para qualquer profissional porque permite, de maneira simples e rápida, criar link de pagamento que permite vender serviços e produtos via WhatsApp, Facebook, e-mail e em site – que são os canais preferidos dos clientes.

recibo-de-pagamento-online

Venda Online vs Maquininha para Fotógrafos – Qual é a Melhor?

A venda via maquininha não é uma extensão da identidade e da marca do profissional. É apenas um equipamento que tem jeito e forma muito igual uma das outras. Você sai de uma loja e entra em outra, a máquina é a mesma por assim dizer.

Já a venda online permite um processo de venda e recebimento online que usa a identidade visual personalizada do profissional ou do negócio, com sutilezas que vão reforçar o posicionamento da marca e ampliar a reputação ou a percepção de valor do profissional, além da liberdade do cliente pagar a hora que for melhor para ele.

Para um fotógrafo profissional, sua marca e logo são itens cruciais. E sua forma de escrever, de se comunicar, também. Toda a experiência do cliente conta muito!

Vender e receber online trazem uma experiência mais moderna e dinâmica que uma maquininha de cartão.

Uma outra vantagem da venda online: Flexibilidade de pagamento.

Tanto o PagSeguro como Alboom Pay permitem o pagamento com cartão de crédito e boleto bancário.

Mas via meio de pagamento online ocorre uma diferença: o cliente está no comando! E está confortável para decidir se paga com boleto ou via cartão de crédito. E ainda conta com recibo de pagamento online ou por email.

Eu tenho falado o seguinte ultimamente.

“Os clientes hoje em dia não somente estão acostumados a pagar e comprar on-line como gostam e até preferem.”.

Você concorda?

Há 10 anos havia muitas preocupações com a venda online, mas hoje os resultados mostram que praticamente todos estão confortáveis em comprar online de sites confiáveis.

Um outro destaque quanto a tecnologia.

Graças a evolução digital, da internet e das plataformas online como a Alboom, os consumidores contam com conexão segura SSL e funcionalidades de um ecossistema financeiro online muito robusto no Brasil, que permite gerar transações financeiras online de maneira absolutamente segura.

Melhores-plataformas-de-pagamento-online

Pensamentos Finais

O mundo físico e online se complementam, bem sabemos!

Cabe ao profissional dar a prioridade devida e tomar boas decisões para que seu negócio se transforme para melhor aproveitar as oportunidades e tendências do mercado.

Em 2020, a presença online foi impulsionada pela pandemia. Muitos profissionais e negócios tiveram que adaptar o fluxo de trabalho que antes era presencial para aproveitar a demanda online. Na minha opinião, qualquer investimento feito para maximizar a presença online vai fortalecer e trazer retornos para o negócio daqui para frente.

Dado o sucesso e a tendência forte de popularização das vendas e recebimentos online, é normal nos perguntarmos: As maquininhas terão uma morte lenta daqui para frente?

Muitos já falaram que o e-mail ia morrer. Você já escutou isso? 

Mas o email não morreu.

Acredito que a maquininha terá vida longa, principalmente se houver uma melhor integração com celulares e serviços on-line.

Venda online e física são capacidades obrigatórias para muitos negócios.

Mas para fotógrafos que têm uma carreira muito dinâmica, a prioridade com certeza deve ser o online.

A maquininha pode ser muito útil, mas cuidado com as promoções e condições de contratação também.

Um investimento em maquininha significa possuir um equipamento que um dia vai ficar desatualizado e precisará ser substituído.

A chegada do Pix é um exemplo de inovação on-line que vai transformar todo o mercado financeiro daqui para frente.

No mundo on-line as atualizações e evoluções são muito mais frequentes e há vários serviços que nem cobram mensalidades, apenas cobram taxas condicionadas ao sucesso da transação – que é caso do Alboom Pay.

Logo iremos publicar uma matéria sobre o PIX e como o Alboom Pay deverá se adaptar diante dessa transformação.

Então, o que você achou deste artigo sobre maquininha? Achou uma boa discussão sobre pagamentos online trazido aqui pelo Blog da Alboom? Deixe um comentário abaixo e compartilhe nas redes sociais.

Boa vendas Online e Rumo ao topo!

3 CommentsClose Comments