FOTÓGRAFO PODE SE TORNAR MEI? COMO FAZER? DESCUBRAS AS VANTAGENS DE SER MEI

MEI PARA FOTÓGRAFOS é um programa incrível. Felizmente fotógrafos de todos estilos fotográficos podem fazer parte.

Para você avaliar se o MEI vai trazer benefícios reais seu negócio de fotografia, montamos este artigo com as principais perguntas e respostas sobre os principais aspectos do MEI para fotógrafos.

O QUE É MEI?

O MEI – MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL está completando 12 anos com enorme sucesso.

O grande sucesso do MEI foi ter superado a incrível marca dos 10 milhões de cadastros.

Na fotografia, os fotógrafos iniciantes tem adotado o MEI, confirmando que realmente ele é o melhor modelo para quem está começando um negócio. Mesmo fotógrafos mais experientes e trabalhando há mais tempo com a fotografia profissional também pode se tornar um MEI se ele atender os requisitos que vamos a seguir.

MEI PARA FOTÓGRAFOS – PERGUNTAS FREQUENTES

A seguir então as principais perguntas e respostas mais frequentes para te ajudar a avaliar se o MEI é o modelo ideal para seu negócio na fotografia:

1. Afinal, que é MEI PARA FOTÓGRAFOS?

De acordo com o programa MEI, há quase 500 atividades aceitas para ser MEI. Entre elas está os serviços fotográficos.

Para a fotografia profissional, por ser uma profissão não regulamentada, ela historicamente carrega um estereótipo de informalidade.

Há muitos relatos mencionando a surpresa de alguns clientes ao saber que o fotógrafo estava regulamentado como empresa MEI (ou tipo microempresa).

Para o fotógrafo, portanto, ser MEI significa na prática formalizar seu negócio de fotografia.

2. Quais as vantagens de se TORNAR MEI?

As principais vantagens de ser MEI são muitas para os fotógrafos.

Não é a toa que o MEI se tornou o maior programa de inclusão social de caráter empreendedor no país.

Graças ao crescimento do mercado fotográfico, e graças ao MEI, muitos fotógrafos estão deixando de atuar informalmente e se profissionalizando também no aspecto jurídico.

Em outras palavras, com o MEI, o fotógrafo constitui uma empresa, passa a ter CNPJ e pode contar com outras vantagens que vamos mencionar a seguir.

Veja aqui os principais benefícios de se tornar MEI:

  • Ter um CNPJ: a constituição da empresa passa por conseguir o CNPJ. O CNPJ é para seu negócio o que o CPF é para usa vida pessoal.
  • Emitir Nota Fiscal: com seu cadastro no MEI, o CNPJ, etc, você conseguirá emitir nota fiscal.
  • Usar o Simples Nacional: regime tributário que representa o modelo mais simples de gerir disponível no Brasil. Todos os contadores estão acostumados e também representa o menor custo com contadores que você pode ter.
  • Abrir uma conta bancária tipo empresa: permite aproveitar vantagens que certos bancos tem para conta bancária do tipo jurídica ou empresa.
  • Elevar a reputação do negócio: Como empresa, você pode se tornar elegível a fazer mais negócios com empresas que não contratam serviços sem nota fiscal ou sem ser de uma empresa.

mei-para-fotografos

3. MEI para Fotógrafos – Como fazer?

Se cadastrar no MEI, para o fotógrafo, significa na prática criar uma empresa de fotografia.

Embora o MEI é uma excelente opção, ela não é a única.

Portanto, antes de tomar a decisão de se tornar um MEI é preciso conhecer os seus requisitos

O principal requisito do MEI é ter um faturamento anual de até R$ 81 mil e o profissional não ser sócio de outras empresas.

Para verificar como se cadastrar basta acessar este link: MEI PARA FOTÓGRAFOS E PROFISSIONAIS – Passos e documentos exigidos.

4- Por que é importante Fotógrafos emitirem nota fiscal?

Ter um CNPJ significa, em termos simples, ser capaz de cadastrar na prefeitura e com isso emitir nota fiscal para seus trabalhos fotográficos.

Talvez você fotógrafo que nunca emitiu nota fiscal (NF) se pergunte: Por que será importante para meus serviços fotográficos emitir NF?

Se tornar um MEI é um processo que tem tudo para aumentar a reputação do seu negócio na fotografia.

E pode também abrir portas para novas oportunidades.

Alguns serviços requerem a emissão de NF e se você não faz, você simplesmente está fora.

De forma geral, quanto mais profissional seu negócio da fotografia se torna, mais vai pegar mal você virar para seu cliente dizer que você não tem uma empresa.

Além de emitir nota fiscal, o fotógrafo pode fazer outras operações como pessoa jurídica, entre elas cobrar clientes, assinar contratos etc.

5. O MEI para fotógrafos pode valorizar minha MARCA?

O VALOR do Fotógrafo é admirável.

Registrar momentos e torná-los eternos é uma missão que todo fotógrafo faz e isso não tem preço para famílias e empresas que contratam.

Mas como traduzir tudo isso em valorização da sua marca?

Assumindo que a técnica fotográfica e o fluxo de trabalho do fotógrafo esteja sob controle, o grande desafio que resta para todos fotógrafos que empreendem é fazer um bom marketing e e ter um bom processo de vendas.

Um dos aspectos mais importantes para ter um bom desempenho tanto no marketing como nas vendas é a construção de uma marca forte.

Uma marca profissional, com ótima reputação, é 50% do esforço de vendas, podemos resumir assim.

O fotógrafo que se tornou um MEI deixa claro que há um negócio formal e profissional.

O cadastro MEI, para fins práticos, é mesmo uma empresa e vai reforçar o valor da sua marca.

Como-se cadastrar-no-MEI?

6. Fazer a contabilidade como MEI é difícil?

Ao se tornar um fotógrafo no MEI, você está automaticamente está no regime tributário Simples Nacional.

Você pode confirmar com seu contador: não há regime mais simples que este!

O Simples Nacional possui o menor custo de contabilidade se comparado aos outros modelos,

Estar no MEI para o fotógrafo é mesmo estar no modelo ideal para profissionais que trabalham sozinho ou que tenham no máximo um colaborador – este é outro requisito para se tornar MEI.

Para fazer a contabilidade como MEI é mais simples, porém é ainda muito difícil fazê-la sem a ajuda de um contador. Procure um contador ou serviço de contabilidade da sua confiança. Contar com um contador é fundamental.

7. Ser MEI conta para a aposentadoria?

Talvez você não esteja pensando em aposentadoria agora, mas é bom você saber que MEI permite acesso a certos benefícios como:

  • auxílio-doença;
  • salário-maternidade;
  • aposentadoria por idade ou invalidez;
  • pensão para a família no caso de mote.

Como tudo relacionado a governo e benefícios provenientes do governo, é preciso atenção aos detalhes, requisitos e, mais importante, sua obrigações.

Consulte seu contador e até mesmo um advogado para saber mais sobre esses e eventualmente outros benefícios que o MEI pode trazer para fotógrafos.

CONCLUSÃO

Fizemos esta publicação para trazer à luz as principais perguntas sobre se o MEI vai servir para seu negócio na fotografia.

Graças ao MEI, milhões de profissionais, e particularmente milhares de fotógrafos, estão empreendendo seus negócios na formalidade.

Você pode ainda se perguntar se o MEI é um dos sinais que divide a fotografia amadora da profissional? Para muitos sim, lembrando que um negócio da fotografia pode ser MEI ou micro-empresa ou empresa – há vários maneias de constitui um negócio.

Espero que o artigo MEI para Fotógrafos – Perguntas e Respostas Frequentes tenha esclarecido muita coisa.


Nosso blog possui vários outros temas voltados a empreendedorismo e fotografia.

Como é usual pedirmos, deixe seu comentário abaixo para a gente saber o que você achou desse conteúdo.

6 CommentsClose Comments