O que esperar dos Eventos de Fotografia Presenciais

O ano de 2020 vai logo chegar no final! 

Nessa altura do campeonato, colocamos em pauta as tendências dos Eventos de Fotografia em SP, considerados os maiores do setor.

As grandes feiras de fotografia, com milhares de participantes, ocorrerão ao longo do próximo ano.

Sobre os Principais Eventos de fotografia em São Paulo, em conversas com fotógrafos e empreendedores do Mercado Fotográfico, eles fizeram muita falta em 2020. Em vários sentidos.

Além de sentirmos a falta, estamos agora torcendo para que os eventos voltem com a mesma força e vibração dos anos anteriores.

Todos os eventos de fotografia que a Alboom participou foram incríveis. É uma experiência fantástica estar em eventos presenciais do setor, onde cada segmento ou nicho encontra conteúdos e oportunidades tão especiais.

Temos que nos perguntar agora: Como serão os eventos presenciais daqui pra frente? O que esperar da grandes feiras?

Nesse artigo vamos dizer o que a Equipe Alboom acha que vai ocorrer daqui pra frente sobre os Eventos Presenciais de Fotografia. E como os organizadores e expositores terão que se reinventar para driblar algumas adversidades.

Índice

eventos-de-fotografia-em-sp-tendencias

Os grandes eventos de fotografia

O que vai mudar com as feiras e eventos presenciais de fotografia?

Como serão as próximas edições da Feira Fotografar e Wedding Brasil?

Com o Covid, sabemos que os eventos do setor fotográfico em 2021 terão certos desafios inéditos pela frente. E cuidados com a saúde não são os únicos desafios para serem superados.

Acreditamos que há mudanças de hábito e de expectativas importantes para refletirmos.

A Feira Fotografar e o Wedding Brasil em 2021


Recentemente o Wedding Brasil anunciou as datas da sua 12a edição. Será nos dias 28, 29 e 30 de Abril de 2021, em São Paulo.

A Feira Fotografar, Maior encontro de Fotografia da América Latina, também anunciou que o evento ocorrerá nos dias 22, 23 e 24 de março de 2021, em São Paulo também.

Seguindo uma tradição dos últimos anos, esses dois mega eventos puxam o todo o mercado fotográfico profissionais, atraindo fotógrafos, entusiastas e todo o ecossistema do setor como encadernadoras, fabricantes, lojistas, profissionais, escolas e empresas do setor.

Dada toda a situação atual, muitos organizadores de eventos fotográficos estão esperando algumas previsões para 2021 ficarem mais claras.

E, por que não dizer, muitos organizadores irão esperar para ver que vai passar com o Wedding Brasil e a Feira Fotografar em 2021.

eventos-de-fotografia-em-sp-tendencias2
Evento Wedding Brasil, em São Paulo.

Para que serve um Evento de Fotografia?

A equipe da Alboom arriscou algumas previsões, baseada em nossa experiência nos últimos 5 anos com Eventos de Fotografia.

Antes de expormos nossa previsão, é importante nos perguntarmos: Para que serve um evento presencial ou feira de fotografia?

Em nossa opinião, um evento ou feira de fotografia é um encontro onde o principal objetivo é a educação.

Boa parte da organização de um grande evento está relacionada ao conteúdo, a aprendizagem que ocorre lá. Ou seja, o palco é a grande preocupação do eventos fotográficos em nossa opinião.

Em segundo lugar, vem o Networking junto com os negócios e oportunidades que surgem no evento.

Ao fazermos as nossas previsões levamos em consideração esses pilares principais de um evento de fotografia, imaginando como eles serão transformados daqui para frente.

Eventos-feiras-de-fotografia

Eventos de Fotografia: Previsões

Depois de acompanhar os Principais eventos de fotografia em São Paulo, e pelo Brasil, o time da Alboom, montou uma lista de previsões sobre como serão os Eventos de Fotografia em 2021, e talvez pelos próximos anos.

O mundo depois da pandemia não será mais o mesmo. E portanto, os eventos de fotografia tal qual os conhecíamos, não serão os mesmos idem.

Vamos para nossas previsões feitas com exclusividade aqui no Blog da Alboom.

Previsão 1: Qualidade ou Quantidade?

Primeiro, por razões óbvias de cuidados com a saúde, a quantidade de fotógrafos não será a medida do sucesso de um evento da fotografia – pelo menos para 2021.

Antes da pandemia, quanto mais gente presente, melhor. 

Depois de tudo que ocorreu, e que ainda está ocorrendo, acreditamos que a prioridade deixa de ser quantidade para ser qualidade. É melhor ter menos gente e mais engajamento do que o contrário.

Mesmo antes da pandemia, como expositor, à Alboom percebia claramente que mais participantes não significava mais vendas ou mais engajamento prático empresa-cliente.

Às vezes, por questões de formato do evento, toda uma quantidade enorme de participantes não se engajava bem com os expositores, seja por restrições de agenda, localização dos estandes e outros fatores.

Não adianta ter muita gente e não ter engajamento legal do fotógrafo com os educadores e os expositores.

Antes da pandemia, os principais eventos sempre tinham múltiplas sessões ocorrendo ao mesmo tempo. Múltiplas aglomerações e alguns queriam assistir um pouco de cada. Era um corre corre.

Agora, para seguir normas de saúde (e arrisco dizer que teremos normas novas), precisará haver maior controle por parte dos organizadores. O que significa mais controle, com mais staff para organizar e colocar regras.

Tudo isso deve diminuir consideravelmente a quantidade de sessões e sub-eventos dentro do um grande evento.

Achamos mesmo que daqui para frente os eventos priorizarão a qualidade do engajamento para favorecer a educação e negócios com os expositores.

eventos-alboom-de-fotografia-em-2021

Previsão 2: O evento de fotografia tem que valer a pena!

Depois da pandemia, em teoria fazemos mais contas, para tudo. Tem que valer a pena mesmo.

Tenho a certeza que o fotógrafo que ficava 3 dias inteiros no Wedding Brasil, por costume, talvez fique 2 dias, ou até um. Idem na Fotografar.


Pensar assim, significa pensar que o fotógrafo do evento terá que priorizar como ele gastará o tempo lá dentro.

Acredito que os organizadores terão que inovar fortemente o formato da agenda para maximizar o retorno do investimento

Mais do que nunca será a hora de colocar o fotógrafo realmente no centro da organização.

E mudar muita coisa para que ele tenha proveitos mais rápidos e maiores que nas edições anteriores.

Arriscamos a dizer que os organizadores e os expositores terão que mostrar o valor do evento muito antes da data.

Vai exigir 3x mais planejamento por parte dos organizadores e expositores, na minha opinião. 

Uma coisa é o fotógrafo já ter comprado o Ticket para o evento. Outra é ir, concorda !?

Eventos-Presenciais-fotograficos

Previsão 3: Otimizar o evento para tudo fluir melhor

O que o participante fazia com 3 horas, acho que agora temos que pensar que ele vai querer fazer em 1 hora.

Você achava antes que ficar na fila era aceitável em uma grande feira de fotografia, não é?

Tínhamos todo o tempo. Aliás, com amigos, e conhecidos, uma fila grande nem era um problema.

Mas acho que agora isso mudou um pouco.

Por que?

O participante vai querer menos risco para ele e para os outros, em primeiro lugar.

Como dissemos, ele vai querer fazer mais coisas mais rápido.

A disposição para ficar em filas e ficar perto de grupos porque antes onde tinha mais gente era melhor, temos as nossas dúvidas se a dinâmica vai ser essa.

Os expositores terão também que pensar em otimizar a jornada do participante no estande. Nem tudo é somente uma responsabilidade dos organizadores.

Quanto aos organizadores, minha expectativa é que eles se lancem um desafio: Como otimizar a agenda e o fluxo dentro do evento para que todos saiam ganhando, fazendo mais coisas com menos tempo que os anos anteriores.

Expositores-eventos-fotograficos

Previsão 4: O fim dos eventos presenciais de médio porte

Pelo menos para 2021, acredito que os eventos presenciais considerados de médio porte sofrerão uma grande diminuição em número.

Em contrapartida, há uma oportunidade ao meu ver: das marcas e organizadores oferecerem eventos pequenos, que tenham segurança, ótimo conteúdo, que seja local e acessível para o participante.

Não vou dizer nomes, mas vários eventos importantes que têm tipicamente entre 250 a 1000 pessoas não terão como se pagar em 2021, justamente por causa dos esforços e custos requeridos para fazer um evento bem feito e dentro das normas.

Aposto mesmo nos eventos pequenos, com participação presencial de 100 a 200 pessoas  porque serão mais fáceis de gerenciar, menos custos e até permite ser híbrido, com transmissão ao vivo para quem não pode estar presente.

Você concorda? deixe um comentário no final do artigo e vamos trocar idéias.

eventos-em-sp-de-fotografia-2021

Previsão 5: Algumas baixas de expositores

Vocês viram a notícia que a Sony anunciou que vai fechar a fábrica no Brasil? Veja a matéria aqui.

Pois é. Desculpa ser pessimista, mas deve ocorrer uma diminuição das marcas presentes nos eventos presenciais também.

As empresas são diferentes, mas todas precisam reagir ao cenário de adversidade.

Algumas marcas podem optar em não estar presentes nos eventos, seja para reduzir custos ou porque vai empregar o dinheiro de outra forma.

Isso leva ao ponto seguinte.

evento-de-fotografia-em-sp
A Alboom na Feira Fotografar.

Previsão 6: Eventos de Fotografia Híbridos

Muitos eventos online em 2020 surpreenderam!

Com a pandemia aprendemos a fazer do limão uma limonada.

Não sendo possível estar presentes em eventos da fotografia, os encontros online como lives e workshops funcionaram melhor que o esperado. Essa é a nossa conclusão.

A Alboom desde o início da quarentena iniciou lives toda terça e quinta Feira.

O Papo do Bem, iniciativa do Papo de fotógrafo e Paulo Bettio, realizou uma conferência inteira online. Foi um grande sucesso de mudança de formato, onde antes era um evento presencial.

Recentemente a encadernadora Viacolor fez um evento híbrido, presencial e online, também muito legal e diferente por ter sido em um drive-in.

A Digipix Pro acabou de anunciar seu evento online, o Digipix Day Online, que será no dia 04 de novembro de 2020, com inscrição gratuita.

Em 2020 aprendemos a extrair o valor que é possível extrair de eventos online.

A pergunta que fazemos como desdobramento desse ponto é o seguinte:

Antes os eventos presenciais de fotógrafos, os mais importantes, pareciam não se preocupar nem um pouco com quem não podia estar presente.

E agora o cenário pode ter mudado.

Será que o Wedding Brasil e a Fotografar vão pensar nas pessoas que não irão?

Será que eles vão implementar um modelo híbrido como fez a Viacolor?

Importante dizer que não estamos fazendo uma provocação somente com para os organizadores. Serve para nós, os expositores.

eventos-em-sao-paulo-de-fotografia-2021

Previsão 7: Há muita gente esperando pelos eventos presenciais!

Aqui a previsão otimista. Finalmente!

Acho que quem for nos eventos, vai estar realmente animado, curtindo e querendo aproveitar da melhor forma cada minuto que estiver no evento.

Não necessariamente passar mais horas no evento. Mas aproveitar mais intensamente o evento, priorizando o que puder.

Com um pouco de inovação e otimização da agenda e do fluxo, por parte dos organizadores e expositores, a partir de 2021 teremos a chance de criar eventos únicos, muito diferentes do que era o comum.

Com vontade e determinação de superar os desafios expostos, temos que fazer do limão uma limonada.

A grande pergunta: Em qual evento você pretende ir em 2021 em SP?

Na Feira Fotografar? No Wedding Brasil? Algum outro grande evento na sua lista para 2021?

Deixe o evento que você pretende ir nos comentários.

Compartilhe esse post com colegas e se possível compartilhe o Blog da Alboom.


Um abraço, Equipe Alboom.

6 CommentsClose Comments