O fim das mídias físicas? Leia e pense duas vezes

Uma notícia causou enorme repercussão sobre o assunto mídia física: A Netflix recentemente divulgou que ela ainda envia por correio DVDs para alguns clientes.

O problema é que não estamos falando de simplesmente “alguns” clientes, mas sim de milhões!

O DVD é um dos maiores símbolos do que chamamos mídia física, justamente por ser a mídia preferida de filmes e jogos.

Pen drives e discos rígidos são também mídias físicas e muito utilizadas por profissionais de foto e vídeo, para entregar os serviços aos clientes.

Sendo assim, a mídia física pode ser um objeto relativamente grande como o DVD e Blu-ray, ou bem pequeno como pen drive.

Mas independente do tamanho, é algo que tem sua durabilidade questionada e exige cuidados no uso e na forma de guardar.

Voltando a questão Netflix, boa parte dos seus fãs, principalmente a geração mais jovem, que nunca usaram os DVDS, Blu-ray e CDs para assistir filmes, nunca imaginaram que ela ainda comercializa mídia física em seu modelo de negócio.

netflix-dvd

Resistência à Mudança?

Você deve se perguntar porque a Netflix, que é uma ícone em inovação tanto tecnológica como em modelo de negócios, ainda mantém um serviço visto como “retrô”.

Talvez a resposta para essa pergunta esteja no cliente e não na estratégia da empresa para o futuro.

Em um mercado diverso, deixar de atender um segmento de cliente pode não só deixar dinheiro na mesa, ou seja, abrir mão de faturamento, como também abrir espaço para novos concorrentes.

Certas pessoas ao longo dos anos ficaram acostumadas com os DVDs, o que significa dizer que gostam de receber a mídia física e de ter toda experiência de uso no player, sem falar do sentimento de posse.

Aliás, quem tem uma mídia física pode usar sempre que quiser, sem necessidade de internet ou de ter ativa uma assinatura digital.

Portanto, olhando mais ao fundo a questão, não se trata somente de uma resistência à mudança. E sim de uma percepção diferente de benefícios e análise de prós e contras que este perfil de cliente possui sobre mídia física.

midia-fisica-vinil

Como surpreender o cliente com Mídia física

Há ainda uma fatia do mercado, principalmente de pessoas acima de 40 ou 50 anos, que hoje está sendo mais explorada pelas empresas.

Estamos falando aqui de pessoas que valorizam a qualidade e toda experiência diferenciada característica que a mídia física proporciona.

E outra questão é que esse nicho de consumo valoriza o aspecto de coleção, de mostrar para amigos e familiares, segurando o item na mão. Afinal, muitas vezes é uma conquista, algo almejado a muito tempo.

O mais incrível é o poder de unir o velho com o novo e isso se tornar um grande diferencial a ponto de surpreender até os mais jovens.

Um excelente exemplo é a volta das vitrolas e os discos de vinil (LP), uma mídia física criada a mais de setenta anos, que tem crescido em vendas.

Recentemente, a cantora brasileira Anitta fez uma excelente jogada de Marketing com o kit de divulgação do single “Girl From Rio” ao incluir uma inusitada mídia física, um flexi-disc.

Depois de ler o que falamos, você acredita que a mídia física vai acabar?

Talvez você até pensava isso, não é mesmo?

Com tudo isso aprendemos que unir o empreendedorismo moderno com a criatividade de incluir objetos ou presentes físicos, pode funcionar muito bem!

Se você usa mídia física, deixe no comentário e nós do Blog da Alboom estamos interessados em conhecer sempre o que você acha do assunto.


Recomendamos a leitura:

Marketing Olfativo: como o cheiro pode transformar seu negócio

(Fotografia) O que é Elopement Wedding?